Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

Anexo Original - Carlito Carvalhosa

MAC USP NOVA SEDE REGISTRA MAIS DE 10 MIL VISITANTES EM MAIO

O MAC USP Nova Sede conquista cada vez mais o coração dos paulistanos. Prova disso é que de março a maio deste ano o espaço registrou um estrondoso crescimento, praticamente dobrando o número de visitantes. Um dos motivos deste aumento está atrelado ao maior conhecimento do público sobre a Nova Sede. A AAMAC teve importante papel na promoção da imagem e atividades do museu.

A divulgação de eventos desenvolvidos pelo MAC USP que vão muito além da abertura de mostras, como atividades lúdicas para crianças, encontro com artistas, eventos acadêmicos e de interesse público, entre outros, provoca a mudança na percepção do edifício onde funcionava o antigo Detran – um local que agora abriga um dos maiores acervos de obras e pesquisas acadêmicas do Brasil.

O MAC USP Nova Sede foi inaugurado em janeiro de 2012 com uma proposta de ocupação progressiva. Seu acervo de mais de 10 mil obras vem sendo gradualmente incorporado aos andares e espaços do museu.

O gráfico abaixo mostra a evolução do número de visitantes do MAC USP Nova Sede (dados fornecidos pela secretaria do MAC USP):

Fonte: MAC USP

Data mar/13 abr/13 mai/13
visitantes 5.339 7.568 10.818

Além disso, a Nove Sede hoje é o espaço mais visitado entre as três sedes do MAC USP:

Fonte: MAC USP

Ocupação do MAC USP Nova Sede

Parte do crescimento de visitantes no MAC USP Nova Sede vem das exposições que o museu abriu nos últimos meses. Em março, duas mostras inauguram o Anexo Original do prédio projetado por Oscar Niemeyer, um espaço que é dedicado, exclusivamente, às experimentações contemporâneas: Sala de Espera, de Carlito Carvalhosa, e Obra, de Mauro Restiffe.

Já em abril duas exposições comemoraram o cinquentenário do MAC USP e abriram ao público o sétimo andar no novo edifício do Museu. A exposição o Agora, o Antes: uma síntese do acervo do MAC USP apresentou uma revisão crítica dos gêneros tradicionais da arte (alegoria, retrato, paisagem e natureza-morta) e tomou como partido a convivência em um mesmo espaço de objetos ou registros de ações originados em tempos e lugares distintos. Nas 67 obras da exposição Di Humanista o público pôde entrar em contato com as várias facetas que caracterizavam a forma como Emiliano Di Cavalcanti percebia e interpretava a paisagem social do país.

Sobre o MAC USP

Um dos mais importantes museus de arte moderna e contemporânea da América Latina, o Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC USP) foi criado em 1963. Naquele momento, a Universidade de São Paulo recebeu de Francisco Matarazzo Sobrinho, então presidente do Museu de Arte Moderna de São Paulo, o acervo que constituía o MAM, além de sua coleção particular e de sua mulher, Yolanda Penteado. Atualmente, o MAC USP ocupa o complexo arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer na Av. Pedro Alvares Cabral, 1301 (nova sede), além de um edifício no Parque Ibirapuera e outros dois na Cidade Universitária.

O acervo do Museu possui cerca de 10 mil obras, entre pinturas, desenhos, gravuras, fotografias, esculturas, objetos e obras de arte conceitual e arte contemporânea. A relação de artistas inclui Picasso, Matisse, Miró, Kandinsky, Modigliani, Calder, Braque, Henry Moore, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Volpi, Flávio de Carvalho, Julio Plaza, Antonio Dias e Regina Silveira, entre tantos outros.

Ligado a pesquisa universitária, o MAC USP procura tornar seu acervo acessível a todos os públicos oferecendo exposições com os mais variados recortes e amplas possibilidades de percursos e leituras pela arte moderna e contemporânea. O Museu realiza também exposições com obras de artistas brasileiros e estrangeiros, novos e consagrados, que não pertencem ao seu acervo.

Além das exposições, o Museu mantém intensa atividade na área cultural, por meio de cursos, palestras, atividades de ateliês e monitorias especiais e voltadas para o público geral.

Sobre a AAMAC

A AAMAC – Associação de Amigos do Museu de Arte Contemporânea da USP – foi criada com o objetivo de dar suporte financeiro, logístico e estratégico para as atividades do MAC USP. Fundada em 29 de abril de 1985, então presidida por José Mindlin, a AAMAC é a mais antiga associação de amigos de museu do Brasil.

tweet curtir +1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato