Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

Fernando Lindote

O ARTISTA COMO AUTOR/O ARTISTA COMO EDITOR

Por Tadeu Chiarelli, curador da exposição e diretor do MAC USP

A partir das coleções que formam o acervo do MAC USP, esta exposição apresenta duas características fundamentais da cena artística das últimas décadas: de um lado, o artista que age sobre o mundo, reivindicando sua inscrição como autor, por meio de gestos e estruturas formais que ratifiquem sua individualidade – uma atitude “quente” perante a realidade; de outro, o artista que, por meio de uma atitude “fria” frente ao real, age como quem joga com imagens já prontas, ressignificando o sentido original delas, quer por meio da escolha arbitrária de uma ou outra imagem, quer pela articulação de várias.

Karel Appel
Cabeça Trágica, 1957

Talvez mais pertinente do que reiterar velhas polêmicas que caracterizaram o debate da arte nas últimas décadas – “figurativos x abstratos”, “abstratos líricos x abstratos construtivos”, “concretos x neoconcretos” etc. – seria destacar as diferenças de atitude entre o artista/autor e o artista/editor, como posturas que explicitam de maneira mais contundente as crises da sociedade ocidental e, dentre elas, a crise da arte.

Para esta exposição foram escolhidos trabalhos de artistas brasileiros e internacionais que podem protagonizar a vertente autoral da arte das últimas décadas (Ivens Machado e Karel Appel, entre outros), assim como aqueles que agem (ou agiram) como editores do mundo (Robert Rauschenberg e Regina Silveira, entre outros). Também foram privilegiados na mostra artistas que relativizam a noção de autoria por meio de trabalhos em colaboração (José Leonilson e Albert Hien, Shirley Paes Leme, Fernando Lindote e Felipe Cama).

tweet curtir +1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato