Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

Funi_RX_1

Arte e Ciência no Entreguerras

Reflectografia de Infravermelho (IR), buy accutane Fotografia de Fluorescência Visível com Radiação Ultravioleta (UV), Radiografia Digitalizada, Fluorescência de Raios X e Fotografia com Luz Visível. Nomes estranhos que mais cabem em um laboratório de física, essas técnicas foram empregadas na análise dos quadros da exposição Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras – em exibição no MAC USP Nova Sede.

Isso se chama arqueometria – o emprego de técnicas científicas na análise de material arqueológico. No

dating sites for divorced parentshuge free online datingweb

caso de obras de arte, são técnicas não destrutivas de análise da pintura. A USP tem vários programas interdisciplinares que contribuem cada vez mais nesta área, resultando em diagnósticos precisos, caracterizando os materiais utilizados pelo artista, período ou escola, bem como as técnicas de execução, criação, desenhos subjacentes, intervenções de restauro e autenticidade da obra.

Com o conhecimento da composição dos materiais e da tecnologia empregada na fabricação dos bens culturais é possível elaborar meios e métodos para melhor conservação da obra.

A exposição Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras apresenta as 71 pinturas italianas adquiridas entre 1946 e 1947, por Francisco Matarazzo Sobrinho, o Ciccillo, e sua esposa Yolanda Penteado, para a criação do antigo MAM de São Paulo. buy accutane A exposição traz ainda dez obras de artistas brasileiros cujas práticas mantinham relação com o ambiente artístico italiano do entreguerras. A exposição apresenta um panorama da Arte Moderna Italiana entre 1920 e 1940, período no qual predominava uma arte figurativa, baseada na noção de realismo, em buy viagra diálogo com a tradição clássica, e que acabou sendo promovida pelo regime fascista na ânsia de fazer sua propaganda no exterior, através da constituição de um sistema de arte, envolvendo galeristas, exposições, instituições e coleções privadas.

VIrgilio Guidi

Por causa desses estudos, os pesquisadores da USP e do MAC USP descobriram duas obras “escondidas” atrás dos quadros de Mario Mafai e Virgilio Guidi, além de outras curiosidades expostas no MAC USP Nova Sede. Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras é um bom exemplo da importância de um museu universitário. Na formação de museólogos, melhoria de restauro e conservação de obras e na descoberta de preciosidades que, de outra maneira, ficariam escondidas. Além disso, o MAC USP é gratuito e aberto para todos, democratizando a arte.

Veja mais sobre a exposição e as técnicas usadas no site: http://www.mac.usp.br/mac/EXPOSI%C7OES/2013/italiana2/home.htm

Mario Mafai
Natureza-morta, 1946

tweet curtir +1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato