Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

quem nao conhece o silva

José Antonio da Silva em Dois Documentários

“José Antonio da Silva em Dois Tempos”, em exposição no MAC USP Nova Sede, mostra 41 obras de um dos mais importantes artistas brasileiros. Ana Magalhães, curadora da exposição, diz que José Antonio da Silva, um artista autodidata, se fez pintor no contexto modernista dos anos 1940/50 entre o primitivo e o concreto. “Que sua obra seja vista de uma perspectiva ou de outra, reflete sua introdução na história da arte moderna do Brasil num momento que parece marcar uma virada em torno da noção de modernismo: o abandono das tendências realistas e o mergulho no abstracionismo”.

Abaixo você confere dois documentários sobre José Antonio da Silva: “Um dia com o Silva”, de Fernando Marques, e “Quem não conhece o Silva?”, de Carlos Augusto Calil.

Um dia com o Silva (2013)

Em 1977, o fotógrafo rio-pretense, Toninho Cury, munido de uma câmera Super 8, subiu o bairro da Mila Maceno para registrar um dia com José Antônio da Silva. O filme era mudo. No mesmo ano, Isabel Ortega fez o mesmo trajeto, agora com um gravador de fita cassete. Os dois documentos ficaram inéditos por quase 35 anos. No ano de 2012, Toninho Cury procurou o documentarista rio-pretense Fernando Marques que teve a ideia de unir os dois documentos em um documentário, acrescentando imagens atuais do Museu Primitivista José Antônio da Silva, com sede em São José do Rio Preto-SP. O filme acabou premiado no Prêmio de Estímulo e fomento à cultura Dr. Nelson de Carvalho Seixas.

Quem não conhece o Silva? (1979)

O diretor Carlos Augusto Calil mostra o trabalho de José Antonio da Silva e sua relação com o interior de São Paulo.

tweet curtir +1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato