Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

Tarsila do Amaral

Por um museu público. Tributo a Walter Zanini

Exposição inaugura o segundo andar da Nova Sede do Museu com mais de 250 obras, entre elas vídeos inéditos e pioneiros da videoarte no Brasil.

Walter Zanini (1925-2013), historiador da arte, professor universitário, crítico e curador, foi o responsável pela abertura e estruturação do Museu de Arte Contemporânea da USP, inaugurado em 1963. Na direção do Museu até 1978, Zanini realizou exposições e pesquisas com ênfase em artistas modernos brasileiros e com a participação direta e constante de artistas transformou o Museu num território livre e experimental em plena ditadura militar. A exposição Por Um Museu Público. Tributo a Walter Zanini, com curadoria de Cristina Freire, apresenta mais de 250 obras de artistas como Flávio de Carvalho, Henri Moore, Umberto Boccioni, Tarsila do Amaral, Vicente do Rego Monteiro, Cildo Meirelles, Regina Silveira, Antoni Muntadas, Ben Vautier, Wolf Vostell e Paulo Bruscky, além de farta documentação sobre as ações e ideias levadas adiante por Zanini.

Entre as ações que marcaram os anos iniciais do MAC USP estão a criação de conexões com outras instituições artísticas e culturais no país a partir de um programa de exposições itinerantes e o início dos programas Jovem Desenho Nacional (1963-1965), Jovem Gravura Nacional (1964-1966) e Jovem Arte Contemporânea (1967-1974), fundamentais para a ampliação do acervo de arte contemporânea do Museu. Em 1972 com Acontecimentos, Ambiente de Confrontação e VI Jovem Arte Contemporânea o diretor subverteu o conceito de exposição: “o museu deixa de entrar em cena depois da obra e é concomitante a ela”, explica o próprio Zanini. Nessa época, com a presença marcante dos artistas, o MAC USP efetivou-se como um laboratório de criação.

Foi a partir da ação de Zanini que o MAC USP constituiu a mais importante coleção pública de arte conceitual internacional no Cone Sul. No momento em que listas de artistas e endereços circulavam internacionalmente e a chamada para exposições com convocatórias internacionais constituíam um princípio alheio ao mercado e à censura, exposições como Prospectiva’74 e Poéticas Visuais (1977) reuniram uma rede de artistas ligados pela arte postal. É iniciativa de Zanini, ainda, a compra de um aparelho portátil de vídeo para que os artistas trabalhassem, dando vida ao Museu como um espaço operacional. A nascente videoarte brasileira foi apresentada na 8ª JAC (1974).

A exposição integra as comemorações dos 50 anos do MAC USP, acompanha o Seminário Internacional Museu de Arte na esfera pública: Homenagem a Walter Zanini e o lançamento do livro Walter Zanini: Escrituras Críticas, publicação organizada por Cristina Freire que reúne uma coletânea de textos de Walter Zanini.


Exposição: Por Um Museu Público. Tributo a Walter Zanini

Curadoria: Cristina Freire

Abertura: 3 de dezembro, a partir das 18 horas

Encerramento: 5 de outubro de 2014

Funcionamento: Terça das 10 às 21, quarta a domingo das 10 às 18 horas

Local: MAC USP Nova Sede – Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301

Telefone: 11 2648.0254

Entrada gratuita
www.mac.usp.br

tweet curtir +1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato