Sobre


Associe-se


Índice


Notícias

Header3

A arte em movimento de Marina Abramović

“Eu acredito que eu sempre estou pensando na função da arte, eu acredito que a arte é um serviço para a sociedade, com uma função muito mais ampla que apenas produzir trabalhos de arte”. A definição de Marina Abramović não poderia ser mais perfeita se associarmos à frase ao trabalho realizado pela artista no últimos anos.

Nascida em Belgrado (Iugoslávia), em 1946, a fotógrafa performer Marina Abramović iniciou sua carreira no começo dos anos 70. Seu trabalho explora a relação entre o artista e o espectador, os limites do corpo e as possibilidades da mente. Obcecada pela morte, a artista desafia a contemporaneidade de sua obra com apresentações sempre inéditas e cada vez mais inusitadas.

Uma delas, em 2010, intrigou o mundo das artes. Em uma performance no MoMA, a artista ficou sentada numa cadeira por 12 horas; 6 vezes na semana, durante 3 meses. Isso, sem pausas para comer, beber ou ir ao banheiro. Nessa atividade, os visitantes do museu tinham a chance de sentar cara a cara, em silêncio, com a artista e estabelecer uma conexão que vai muito além de línguas, sinais ou movimentos.

Foi nesta exposição que o mundo presenciou uma das cenas mais emocionantes envolvendo a arte.

Ao longo de 12 anos, Marina Abramović e Ulay, cujo nome verdadeiro é Frank Uwe Laysiepen, formaram um casal genial. Juntos eles realizavam parcerias artísticas do início ao fim. No entanto, mesmo depois de anos de parceria e amor intenso, ambos seguiram caminhos opostos.

Performances do casal Abramović e Ulay

Ao visitar a exposição da antiga parceira no MoMA, Ulay relembrou todas as performances realizadas pelo casal por mais de uma década e decidiu sentar na cadeira e encarar o olhar de Abramović durante um minuto. A artista não esperava por isso e sua reação conquistou o mundo.

Veja no vídeo!

O reencontro desses artistas muitos anos depois ficou famoso e correu a internet por ser um dos minutos mais intensos já registrados.

Foi depois de tal experiência que Abramović, dona de coleções permanentes nos museus mais importantes do mundo, entre eles o MAC USP Nova Sede, sentiu a necessidade de organizar seu legado e, assim, idealizou o Marina Abramović Institute, um centro de arte performática localizado em Nova York.

No MAC USP, um retrato da artista pode ser visto na exposição “o Agora, o Antes: uma síntese do acervo do MAC USP”. Visite!

tweet curtir +1

Comentários selecionados (2)

  1. Maria Teresa dos santos soares

    Magnífico não tinha visto uma arte tão explendida merecidissima de reconhecimento….

  2. Rosalina Bortolotto

    Fiquei surpresa!! Interessante, ela tem um controle muito grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Calendário


Imprensa



Contato